Roche

Lifestyle, Saúde

#DeOlhoNosSinais

Nem toda pinta pode ser considerada um câncer de pele e, justamente por isso, muitas pessoas deixam de prestar atenção quando uma manchinha nova aparece no corpo. Infelizmente, esse descuido natural pode dificultar o diagnóstico e o tratamento da doença.

Com o intuito de estimular e ampliar a discussão sobre a importância desse assunto e diminuir o índice de casos de câncer de pele, a farmacêutica Roche, líder mundial em oncologia, criou a campanha #DeOlhoNosSinais para trazer conscientização aos cuidados com a saúde da pele e diagnóstico precoce, que pode aumentar as chances de cura em até 90%.

+ de 1.2M
pessoas alcançadas.
+ de 1.4M
impressões.
+ de 270
conteúdos gerados.

O desafio:

Conscientizar sobre o câncer de pele

Como a Roche presta serviços para hospitais e clínicas, ela não tem contato com o consumidor final. O objetivo da campanha era justamente falar com essas pessoas para estimular a conscientização sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de pele, mas sem mencionar o nome da marca.

A solução:

Conversar sobre os sinais da doença

Em um primeiro momento, os influenciadores usaram os stories para apresentarem manchas em superfícies diversas, seja uma sujeira de comida em uma roupa ou uma mancha de café na mesa. Com essa imagem, eles questionavam por que aquela mancha incomodava, mas uma manchinha na pele não era motivo de preocupação.

No segundo momento, a campanha ocupou os stories e o feed dos influenciadores. Desta vez, eles publicavam fotos ao ar livre e falavam sobre a importância de se proteger da exposição excessiva aos raios solares. Além de convidarem os seguidores a ficarem mais atentos às manchas e pintas que podem aparecer na pele.

Em seu site, a Roche publicou um infográfico sobre os tipos de câncer de pele e algumas informações sobre manchas e pintas que podem ser sinais da doença. Publicações dos influenciadores traziam links para os seguidores acessarem o conteúdo produzido pela farmacêutica.

O sucesso:

Engajamento acima da média

A divisão entre duas etapas e conteúdos que proporcionavam uma conversa com os seguidores fez com que a campanha tivesse um engajamento acima da média. “Muita gente comentou nas postagens. Os influenciadores são pessoas reais e essa proximidade com o público foi muito positiva para discutir o câncer de pele, uma questão muito pertinente no verão, época em que as postagens se concentraram”, conta Mayara Cristhine, especialista em influencers da Squid.

O número de publicações também ultrapassou a entrega esperada. Os influenciadores publicaram 275 conteúdos no total, 80% a mais do que as 150 publicações previstas no início da campanha. Os resultados foram muito positivos, com mais de 1 milhão de impressões e pessoas alcançadas.

Voltar