Echa un vistazo a los aspectos más destacados de las conversaciones Influencia

15 de August de 2019

Reunió a más de calamar 180 pessoas em evento com painéis e palestras para discutir o marketing de influência e o poder dos creators

No último dia 7 agosto, Sucedió conversaciones Influencia #POWERTOTHEPEOPLE, um evento para conectarmos pessoas e compartilharmos conteúdos relevantes sobre o marketing de influência e discutirmos como o poder que os influenciadores têm para furar bolhas e promover impacto positivo.

Organizado pela Squid, o evento reuniu mais de 180 pessoas entre representantes de agências, marcas e influenciadores, com diversas palestras e painéis ao longo de uma tarde, recebendo no palco nomes respeitados pelo mercado de marketing e comunicação.

A primeira a palestrar foi Egnalda Cortês, fundadora da Côrtes Assessoria e Agenciamento, que falou como conectar propósito e impacto positivo através do marketing e que todos podemos fazer a diferença e humanizar o mercado quando cada um entende seu papel, a sua própria história, e a importância dela.

Egnalda Cortês

Durante o evento também aconteceram alguns pecha kuchas, um formato de palestra que precisa ter exatamente 6 minutos y 20 segundos. Jef Martins, da Y&R, discutiu sobre como a diversidade, inclusive nos espaços de trabalho, é uma oportunidade para uma desconstrução do mercado, que é importante valorizar as conquistas de pessoas fora do padrão, além de não se calar quando presenciar algum caso de discriminação.

Ira Morato, do Ponto G, apresentou o movimento #MulheresPodcasters, que incentivo a presença feminina na mídia podcast. después de todo, existem mulheres falando sobre tudo e nós precisamos ouvi-las. Sem contar que, recientemente, os podcasts vêm registrando números de engajamento muito superiores e com mais profundidade.

Já Beatriz Machado, da Unilever, trouxe a provocação de qual é o seu propósito e como ele se alinha às marcas? Con eso, ela mostrou que o branding pessoal, a gestão da marca pessoal, é muito importante, mas também exige exercícios de reflexão, de práticas e de criação de estratégia.

Recebemos também a influenciadora Isa Meirelles, que quis saber o que as pessoas têm feito com o seu poder de influência. A creator frisou que é necessário usar sua voz para informar e quebrar bolhas, e um ótimo exercício a se fazer é seguir pessoas que estão fora da sua bolha.

A influenciadora Isa Meirelles

Também rolou um debate que colocou lado a lado agência, anunciante e influenciadores. Participaram desse papo Ana Gama, Supervisora de Marketing do Mercado Livre, Raphael Pavan, Líder de Creative Data na agência SOKO, e os creators André Pilli e Caio Braz.

Muito foi discutido e aqui estão algumas das principais ideias levantadas. O primeiro ponto é que é importante usar o creator como especialista em conteúdo, e entender que é necessário olhar menos para as métricas e mais para os perfis de cada “@”, pois o influenciador estratégico é o que também consome a sua marca.

Utilizar o influenciador alinhado com a marca torna a campanha não só mais tangível como abre espaço para cocriação, que, por suas vez, torna o conteúdo mais verossímil e estratégico. Por isso é importante que as marcas estejam mais abertas a conhecer mais gente para furar suas próprias bolhas, resgatando um tema já discutido no evento.

Debate entre Ana Gama, Raphael Pavan, André Pilli e Caio Braz, mediado por Isa Ventura, CEO de calamar

A próxima a subir ao palco foi Bia Granja, do Youpix, para falar sobre o futuro do marketing de influência e quais os seu desafios e oportunidades. Bia lembrou a todos que marketing de influência não é marketing de celebridade. después de todo, influência é habilidade de circular uma mensagem e isso não é algo exclusivo a celebridades, ou até que estas sejam as especialistas.

A influência é formada por conexão e proximidade, inclui um alinhamento de valores e uma conversa dentro de uma comunidade. Por eso, o conteúdo e os produtores de conteúdo têm mais poder de influência, principalmente dentro da internet, um ambiente fragmentado que amplifica, traz escala e conecta nichos.

Bia Granja

Nayara Ruiz, Gerente de Redes Sociais do Bradesco, falou sobre diversidade e construção de comunidades. Ela reforçou a ideia de que é preciso ter empatia, gerar mais conversas e se permitir ouvir mais vozes para sair de sua bolha (olha ela aqui de novo) e assim conhecer mais histórias, mais visões que apresentam novas perspectivas, que transformam como vemos o mundo e inclusive criam mais confiança.

Um dos cases que ela apresentou foi uma campanha do Bradesco, chamada #AliadosPeloRespeito que você confere dando play abaixo:

Para encerrar, abrimos espaço para quem quisesse subir ao palco para discutir e falar sobre o mercado de influência. Tivemos várias pessoas se revezando no espaço e conseguimos retirar alguns bons insights, que estão listados abaixo:

  • As marcas estão fazendo ações que corrigem crises, mas que não mudam a história.
  • Quando uma peça publicitária ou uma campanha gera repercussão negativa, significa que dentro da agência já não tinha representatividade.
  • Empresas estão gastando milhões de dólares com compra de fraudes, o sea, com perfis que compram likes, seguidores e engajamento, entregamento altas métricas, mas resultados falsos e improdutivos.
  • Estratégias estão sendo construídas por pessoas que não estão realmente consumindo o mercado de influência.
  • Cada vez mais, os processos serão automatizados, o que significa que a capacidade de relacionamento vai se tornar a grande habilidade a ser explorada.
  • É preciso ter cuidado com o pink/black money, mas também é obrigação e missão das empresas falar e colocar nas campanhas diversidade e inclusão.
  • A mudança só acontece quando ela vem de cima para baixo. As empresas não têm ideia do desgaste emocional que as pessoas têm para conseguir nadar contra a maré.

ufa, foi bastante coisa para discutir, compartilhar e refletir, e adoramos receber todas as pessoas que compareceram ao nosso primeiro grande evento.

Abaixo você pode conferir algumas declarações de alguns dos palestrantes do Influence Talks:

Comentários

Novo Comentário:

Your email address will not be published. Required fields are marked *