3 passos para entender o seu público e ser assertivo nas estratégias de marketing

17 de Março de 2020

Apesar de ser atrativo, tentar vender para “todas as pessoas do mundo” pode não ser a melhor ideia para alavancar o seu negócio 

Na hora de criar um plano de marketing, é tentador traçar o objetivo de acertar o maior número possível de pessoas, sem um público-alvo definido. Porém, essa é uma técnica falha. Ao tentar alcançar um alvo muito abrangente, a mensagem se torna genérica e não conversa com o público de forma personalizada – o que afasta o target, sem gerar interesse e identificação com a marca. 

Com esse plano, a campanha não foca nas pessoas que realmente podem se tornar clientes, além de aumentar o investimento sem conseguir um resultado satisfatório. Antes de colocar em prática qualquer estratégia de marketing, é importante que você separe um tempo para fazer algumas análises: 

1.    Quem você está tentando alcançar?
2.    O que a sua marca tem a oferecer?
3.    Quais são as dores do seu público-alvo? 
4.    O que o seu público-alvo está pensando?

Infelizmente, não existe uma bola de cristal capaz de dizer como ajustar suas mensagens para atrair o público certo. Mas, hoje, podemos contar com tecnologia e dados. Por isso, tenha em mente que definir a audiência de uma campanha de marketing requer muita análise. A partir delas, você pode iniciar o processo de entendimento do seu público e segmento de mercado em que atua, sendo mais assertivo em suas campanhas. 

Unir dados e tecnologia não significa ignorar o seu instinto. Na verdade, eles servem como ajuda extra para o planejamento estratégico. Lembre-se: você conhece seu negócio melhor do que ninguém, então combine essa experiência com dados confiáveis para realmente entender o seu nicho de atuação e criar um público-alvo bem próximo da realidade. 

Depois de entender a importância de unir dados aos seus conhecimentos pessoais – o chamado “feeling” – para compreender sua audiência, você deve organizar todas as informações obtidas para ir além e evoluir em sua estratégia de marketing. 

E quais são os próximos passos? Nós revelamos aqui:


1. Desenvolva a persona

Todo negócio possui um público-alvo com algumas características básicas, como região, gênero, idade, que ajudam na hora de direcionar a divulgação da marca ou do produto. Mas não basta só isso. Quanto mais específicas as características, maiores as chances de o marketing ser efetivo, trazendo os resultados esperados. 

Além do público-alvo, que costuma ser algo mais abrangente, há também a figura da persona, uma pessoa fictícia com características bem detalhadas, que é um aprofundamento do público-alvo, como se aproximássemos o “zoom” em alguém que pertence à grande plateia. 

A persona tem nome, trabalho, objetivos, interesses e dores. Dessa forma, o nosso produto ajudará essa persona em algum objetivo ou dor que ela possua. É mais efetivo vender tendo esse alguém em mente do que tentando acertar no cliente ideal dentro de uma multidão, não é mesmo?

A partir das características observadas na criação da persona, é possível estabelecer uma comunicação efetiva, mais próxima e conectada entre marca e cliente. 

2. Descubra como seu possível cliente quer ser abordado

Tendo em vista esse aprofundamento alcançado pela persona, é possível definir linguagem, formatos, horários e várias outras maneiras de abordar um potencial cliente. Com uma estratégia mais “customizada”, as chances de venda também aumentam, afinal, como resistir quando algo parece ter sido “feito exclusivamente para nós”? A regra é: quanto mais personalizado, melhor! 

3. Saiba encontrar o seu cliente

Agora que você já definiu o seu público-alvo e a sua persona, chegou a hora de procurá-los onde eles realmente estão. Você já deve ter ouvido que o ser humano é um ser social, por isso, tem a necessidade de estar inserido em grupos e em constante conexão com os outros. Com a tecnologia disponível atualmente, é possível observar o crescimento de comunidades e nichos de pessoas que estão interessadas em um tópico específico. 

Por exemplo, no Facebook, há grupos enormes focados em apenas um assunto e tudo que é relacionado a ele. Há regras, moderadores, participantes ativos e os que são mais leitores do que “falantes”. 

As comunidades são como tribos urbanas que se reúnem por um motivo em comum. Há para todos os gostos e humores, e cada uma possui suas próprias características. Elas podem começar no mundo virtual e migrar para o real, com encontros e eventos que extrapolam as redes sociais. 

É essencial para as marcas gerar conteúdo que possa ser inserido nessas comunidades, já que ali há um público específico com interesse estabelecido no tópico. Nesse mundo, o marketing de influência brilha, já que esse tipo de estratégia é baseada no relacionamento com nichos e comunidades online.

E por falar em comunidades… Esse é o futuro do marketing de influência! 

Sim, especialistas do mercado já apontam que o futuro das estratégias desse segmento caminham para a construção e ativação de comunidades. A base que fundamenta esse argumento não é novidade: conquistar um novo cliente pode custar seis ou sete vezes mais do que manter um. 

A grande diferença é que, hoje, estratégias de comunidade se tornaram mais robustas com o uso da tecnologia, assim como a análise de resultados.  Dessa forma, campanhas que utilizam os próprios consumidores como embaixadores, por exemplo, ganham novos formatos e contam com planejamentos baseados em dados e, como consequência, se tornam mais complexas e inteligentes. Além disso as marcas potencializam suas campanhas com conteúdos autênticos e maior qualidade do engajamento.

O grande desafio desse tipo de estratégia é criar e manter o diálogo com essas comunidades. Diferente de campanhas pontuais, a construção e ativação de comunidades é um processo contínuo e que exige um conhecimento profundo do ambiente em que essas conversas vão acontecer. 

Resumindo…

Saber se comunicar e analisar seu público é fundamental para quem quer crescer. Entender o seu nicho de atuação e o comportamento da sua audiência ali também é primordial para o sucesso da sua estratégia. 

Há dezenas de ferramentas e especialistas disponíveis para que nada passe batido. Então, aproveite! Estude quem você quer alcançar e descubra qual a melhor forma de fazer isso. Utilize o poder das comunidades ao seu favor e atinja os clientes que realmente importam para o seu negócio. 

Veja também:

Comentários

Novo Comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *