Como trabalhar com marcas em datas de oportunidade (como a Copa do Mundo)

15 de Maio de 2018

As datas comemorativas são uma ótima oportunidade para ativação de grandes e pequenas marcas e, por isso, é um momento em que a procura se volta bastante para influenciadores digitais – verdadeiros amplificadores do que chamamos de earned media.

Você, como influencer, tem o potencial de contribuir fortemente para que o propósito e mensagem de determinada marca com a qual está trabalhando seja disseminado e compreendido pela audiência – sua e, consequentemente, da empresa. Aliás, essa contribuição é tão fundamental que se torna até mesmo uma responsabilidade.

Então… Como você pode se utilizar desse momento para realizar um bom trabalho?

Nesse texto, vamos aproveitar para ressaltar alguns pontos que devem ser considerados para que a experiência da marca seja positiva ao trabalhar com você e para que, como um profissional de influência e, principalmente, de conteúdo, você possa gerar valor para as marcas. Vem ler!

#PROPÓSITO, PROPÓSITO E PROPÓSITO

Entenda por que trabalhar com uma determinada marca

Por mais que pareça positivo receber uma proposta para trabalhar com uma marca – ainda mais quando você é um influenciador em busca de monetização do seu perfil ou canal, saiba que nem todas que te convidarão para trabalhar em conjunto são marcas que você deve aceitar.

O motivo é simples e muito claro: se é uma empresa que não tem qualquer identificação com o que você fala ou com quem você é, é muito incoerente trabalhar com ela, não acha?

Imagine como seu público receberá esse conteúdo? Você acha que ele será absorvido de forma positiva? Se sim, então.. beleza, siga em frente. Mas não deixe nunca de se comunicar e garantir que a sua audiência entenda ou pelo menos relacione (de forma consciente) a razão pela qual você está trabalhando com a marca X, Y ou Z.

Sua identidade em primeiro lugar. Preze por ela sempre, porque esse é o seu principal ativo.

#MAS, POR QUE EU?

Saiba qual seu papel ao trabalhar com marcas

Legal: a proposta chegou, você aceitou, e o negócio foi fechado. Esse passo é ainda mais simples se você é um Squider, afinal, mediamos toda a negociação para você. Mas se você não faz parte da nossa plataforma, te damos algumas dicas para tirar de letra esse passo tão importante que é a negociação com marcas.

Primeira coisa: faça questão que a marca te passe todas as informações possíveis sobre o que é esperado de você. Sabe o briefing que enviamos para um cliente? Então, nesse momento a marca é o seu cliente. Monte um briefing ou um Q&A e envie perguntando todos os pontos importantes para que você produza seu conteúdo.

Você, como influencer, precisa entender todo o conceito da marca para para poder falar como ela, certo? A partir do momento que você a representa, você se torna uma referência da sua audiência e por isso, é uma “autoridade” sobre o assunto. Você precisa estar por dentro de cada detalhe para poder passá-los com segurança e propriedade.

Faça questão de entender também quais são os objetivos daquela campanha em específico: vender? gerar awareness? consolidar branding? Esses são pontos importantes não apenas para você definir como se comunicará com seu público, mas também para posteriormente poder medir seus resultados de acordo com os indicadores mais adequados.

#NA PRÁTICA

Agora que você entende os objetivos, entregue-os

Entender o que a marca espera de você é o primeiro passo para traçar uma estratégia de como você vai produzir e divulgar seu conteúdo. Tudo bem que, ao fechar um job assim, você e a marca provavelmente já negociaram alguns pontos básicos, como a quantidade de conteúdos, periodicidade e formatos.

Mas nada impede que, depois que fechado o negócio e estabelecido o plano inicial da campanha, você repense como pode potencializar tais conteúdos dentro do esperado. Você publicará em qual horário? Dentro do formato estabelecido (por exemplo, um vídeo) você fará edição? Será uma sequência de fotos? Em P&B? Qual será o figurino e o cenário?

A marca irá pagar por um conteúdo esperando um retorno, nós sabemos. Então, como todo bom influenciador, a parte de criar um conteúdo relevante e trazer um diferencial real frente a concorrentes, fica com você. Nesse momento, é importante entender o comportamento do seu público e do seu perfil para saber como dançar – destacando-se – conforme a música.

Mas, e as datas comemorativas?

Sabemos que a maioria dessas dicas servem para uma produção de conteúdo atemporal. Por isso, prezamos que todos estejam no mesmo patamar de conhecimento para começarmos a pensar de maneira prática e, agora que já estamos alinhados quanto aos pontos-chave citados acima, vamos pensar especificamente em como gerar valor em datas comemorativas! Vamos lá?

Vamos usar a Copa do Mundo como exemplo?

Primeiramente, para fazer uma ação que fale sobre Copa do Mundo, supomos que exista alguma relação entre você e o tema. Diga-se de passagem, Copas do Mundo são bem democráticas no sentido de que a maioria das pessoas gostam, então não é algo tão específico e pode ser útil para este exemplo.

Como relacionar, então, pontos do tema + pontos da marca + seus pontos em comum?

a) Pense nos valores que unem vocês:
Você não se liga muito em futebol, mas curte muito o quanto o esporte representa o Brasil? Então pode ser um ponto. Você não se liga muito em futebol, mas a Copa reforça o sentimento de união e você é uma pessoa que valoriza isso? Pode ser outro ponto.

b) Pense no que gera identificação com o tema e a marca:
Muito provavelmente esse ponto já terá sido traçado pela marca e estará presente no briefing a relação entre a empresa e a Copa do Mundo, bem como estão trabalhando o tema naquele momento. Se aproveite desse material para identificar também pontos a seu favor!

c) Crie relações e argumentos fortes para o seu conteúdo:
Faça com que seu público compreenda porque você está falando sobre a Copa do Mundo. Por isso, o tópico a) é muito importante nesse processo.

Tendo claramente a parte conceitual definida, traduza-a em formatos práticos. Nesse artigo mostramos como pensar em temas para o seu perfil ou canal, e poderá ser útil no momento em que você precisar identificar esses pontos em comum e como isso poderá virar conteúdo.

Abaixo, listamos alguns pontos que você pode pensar no momento em que estiver trabalhando com foco em uma data comemorativa, veja só:

  • Quais são os principais assuntos sobre a data?
  • Quais os assuntos mais falados? Quais os menos falados?
  • Algum desses assuntos tem mais a ver com você?
  • Quais foram os assuntos falados no último ano?
  • Como você pode inovar ao falar dessa data?
  • Como seus principais concorrentes estão falando sobre a data? E no passado, como falaram?
  • A marca com a qual você está trabalhando já falou sobre essa data em algum momento? Se sim, como ela falou?
  • Quais os principais pontos do discurso da marca em relação à data comemorativa neste ano e como você pode aproveitá-los?

Essas perguntas, como quaisquer outras, são muito importantes para que você consiga criar a sua régua de conteúdo. E, claro, lembrando que elas são aplicáveis para qualquer data, seja Copa do Mundo ou não.

Trabalhar com datas comemorativas é uma oportunidade incrível de gerar conteúdo e aproveitar o momento (já bastante propício) para fazer o conteúdo se destacar. Uma coisa que você definitivamente não pode se esquecer é: meça sempre suas entregas e apresente resultados. Ah, e claro, saiba que autenticidade é seu maior diferencial!

Comentários

Novo Comentário:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *